Fale Conosco, Ligue: (48) 3466-0533
Ouça ao Vivo
03/01/2023  às 18hs37

Deputada Federal eleita vai se empenhar em reverter decretos de Lula que derrubam porte e posse legal de armas de fogo

Foto: Arquivo pessoal Julia Zanatta

Foto: Arquivo pessoal Julia Zanatta


Julia Zanatta (PL) ainda não foi empossada como Deputada Federal, ato que irá ocorrer em primeiro de fevereiro em Brasília, porém já tem a primeira pauta definida. Articular a queda dos decretos do Presidente Luiz Inácio Lula da Silva que derrubaram as autorizações de porte e posse legal de armas de fogo no Brasil. Em entrevista concedida a Rádio Guarujá na manhã desta terça-feira (03/01), Julia falou que o tema, pelo menos para ela, não gerou nenhuma surpresa. “Isso já era esperado, ele (Lula) prometeu durante toda a campanha que iria rivalizar com essa pauta, que iria fechar clubes de tiro. Eu já vinha alertando sobre esse retrocesso, pois eles iriam caçar nossa liberdade”, disparou.


A parlamentar que lidera o Movimento “Pró-Armas” em Santa Catarina, já se mobiliza para discutir estratégias a fim de reverter a situação. “Vamos realizar uma reunião na próxima sexta-feira, na sede da Assembleia Legislativa em Florianópolis, com representantes do movimento de todo o país, como o deputado eleito pelo Mato Grosso do Sul, líder nacional do Pró-Armas, Marcos Pollon (PL), deputado estadual Sargento Lima (PL), donos de clubes de tiro e simpatizantes da causa que estão preocupados com o que vai acontecer daqui pra frente”, comentou.


Para Zanatta, a questão da anulação dos decretos do ex-presidente Bolsonaro, vai além da questão da segurança pública. “Entre clubes de tiros e comércios de vendas de armas, fala-se em torno de três milhões de empregos que estão ameaçados” finalizou.


A deputada entende que o problema se deu em virtude da posse e porte legal de armas no país terem sido conquistados através de decretos, o que não gera segurança jurídica. A intenção do grupo é se organizar para elaborar de forma rígida, leis que garantam o direito da legítima defesa a todo cidadão.


 


...