Fale Conosco, Ligue: (48) 3466-0533
Ouça ao Vivo
20/09/2022  às 17hs15

Candidato a deputado federal pelo partido Novo Mateus Gazzola participa do Jornal da Guarujá

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Mateus Gazzola é filho de Orleanense e natural de Criciúma, tem 43anos, é casado e pai.

Formado em Direito, o candidato pelo partido Novo é administrador da empresa de sua família e sempre dedicou sua vida profissional ao comércio.

Perguntado pelo apresentador Carlos Della Justina, sobre o que levou a se tornar candidato a deputado federal, Gazzola afirmou que não se sentia representado pelos políticos atuais e que indignado com a situação politica decidiu colocar seu nome a disposição da sociedade.

Gazzola faz parte do único partido que devolveu todo dinheiro do Fundão Eleitoral. Mais de R$ 87 milhões foram devolvidos aos cofres do tesouro nacional. “Claramente entre os candidatos a deputado federal aqui da região sul, eu sou o único que não vai utilizar um centavo de dinheiro público nessa campanha”.

Para o candidato, o Brasil precisa da nova política, de ideias, princípios e valores.  Os políticos aprovaram em 2021 o valor R$ 4.961.519.777,00 para o fundão eleitoral, enquanto investiram apenas R$ 450 milhões em saneamento básico. “Aprovar um fundo eleitoral desse valor, é uma desconexão do politico que está lá com a realidade da população. Não é o tipo de política, que nós do partido Novo queremos fazer”.

Gazzola falou sobre a reforma tributária, assunto muito discutido entre os empresários. “A reforma tributária é urgente, ela deve ser pautada para a próxima legislatura, deve ser votada e deve ser melhorada. Talvez ela não vá diretamente baixar os impostos, mas só o fato da simplificação de como se calcula os tributos já é um grande avanço. Precisa sim, de uma reforma tributária que venha beneficiar e simplificar a vida do cidadão”.

Saúde, a suspensão do novo piso da enfermagem e a correção da tabela SUS, que há vinte anos não é atualizada, também foram temas de conversa.

O candidato Gazzola, destacou ainda que todos precisam ter um bom salário, não somente os enfermeiros, mas também os professores.

Sobre emenda parlamentar, o candidato a deputado federal se diz contra. “Não concordo, porque o politico que está lá vive de emendas para fazer o seu curral eleitoral. Vira um papel de troca. Não é possível ainda acabar com as emendas, mas que as emendas sejam feitas através de um processo seletivo de emendas, modelo já implantado pelos deputados do partido Novo.

Perguntado sobre segurança pública, o candidato lembrou que é mais uma questão estadual, mas que sem dúvida, é necessário um aumento de efetivo e melhoria.

A favor do armamento, mas com deveres e responsabilidade, Gazzola afirmou que o cidadão não pode ser privado da sua segurança.

Já sobre educação, Mateus Gazzola, enfatizou o problema da evasão escolar no ensino médio e sobre as novas práticas do ensino profissionalizante.

Durante esses dias de campanha, o candidato pelo partido Novo, já visitou várias cidades e deu exemplos de assuntos abordados e apresentados pelos cidadãos, como preservação do meio ambiente, ensino técnico e projetos sociais “Cada lugar que tu vai, tu vai encontrando algo diferente”.

Rodovias e malha ferroviária também foi assunto abordado, o candidato lembrou sobre a proposta do seu colega de partido e candidato a deputado estadual André Casagrande, sobre a possibilidade da construção de rodovias com concreto, material mais barato, durável e de fácil manutenção.

Com o final da entrevista Mateus Gazzola, agradeceu e lembrou mais uma vez sobre ser o único candidato a não usar o dinheiro público na campanha e lembrou da sua qualificação para o cargo .

“Precisamos de candidatos ficha limpa, tive que apresentar mais de 8 certidões negativas, pra que a agente (políticos eleitos)  possa ter a liberdade de fazer boas votações e não possuir rabo preso com a justiça” , finalizou o candidato.


...